Notice: Undefined index: param1 in /home/mindstoc/public_html/www.sidneimiranda.com.br/index.php on line 2
Sidnei Miranda , Blog
Facebook  Twitter2 
YouTube Linkedin

10 Ótimos Livros de Oratória

Para você que quer aprender mais sobre a oratória e gosta de ler, aqui eu selecionei dez entre os melhores livros que existem no mercado editorial brasileiro.

Você poderá saber tudo o que quiser sobre a nobre arte, porém, também dever se lembrar que a prática é o que vai lhe conferir o verdadeiro aprendizado. Por isso não abra mão de fazer um bom curso de oratória a fim de obter a visão profissional de um professor da área. Saber quais são seus pontos fortes e descobrir o que é necessário mudar para melhorar na prática não se aprende nos livros.

Essa lista contempla o que existe de melhor na literatura da área; aproveite e monte sua biblioteca.


 

reinaldo polito como falar bem“Como Falar Corretamente e Sem Inibições” do professor Reinaldo Polito, está na 111ª Edição. Neste livro, o autor expõe, de maneira clara, simples e didática, toda sua experiência de décadas ensinando executivos e profissionais liberais de alto nível a se apresentarem com desembaraço e sem inibições. Cada capítulo é uma verdadeira aula que traz passo a passo todas as técnicas para tornar-se um comunicador excepcional.

 

 


 

dale-carnegie---como-falar-em-publicoComo Falar em Público e Influenciar Pessoas no Mundo dos Negócios de Dale Carnegie. Este livro vai lhe ensinar a falar em público com naturalidade, vivacidade, sentimento e clareza. Vai saber como aplicar as técnicas da boa oratória nas relações comerciais e empresariais. No mundo globalizado é importante manter aberta a relação entre os povos, apesar da incerteza e das tensões, medos e inseguranças existentes.

 

 


 

tratado da argumentacao"Tratado da Argumentação” de Chaim Perelman e Lucie Olbrechts. As preocupações que permeiam este livro vinculam-se àquelas dos autores da Renascença e, mais ainda, às dos autores gregos e latinos que estudaram a arte de convencer e as técnicas da discussão. Ultrapassam amplamente os limites da retórica tradicional e visam, sobretudo, aos textos impressos e aos meios discursivos de obter consentimento. As diferentes espécies de discurso, suas variações em função das disciplinas e dos ouvintes, a maneira pela qual as noções se modificam e se organizam, a história dessas transformações, os sistemas que tiveram origem na adaptação de conjuntos nocionais a problemas de conhecimento fornecem aqui um campo de pesquisas de uma riqueza incomparável. Por analisar os raciocínios apresentados, tanto por jornalistas nos seus jornais ou políticos em seus discursos quanto por advogados em suas defesas, juízes em suas decisões ou metafísicos em suas explanações, este Tratado da argumentação é dirigido não apenas aos filósofos, mas a todos aqueles que têm a tarefa de convencer, seja a que títulofor.

 


 

os-segredos-das-apresentaAsectAmicroes-poderosas"O segredo das Apresentações Poderosas" de Roberto Shinyashiki. Se quiser ter o sucesso que deseja, você vai ter de fazer apresentações poderosas.

Não importa qual seja a profissão, função ou atividade que você resolveu abraçar para realizar seus sonhos. Em qualquer cargo ou área de atuação, você precisa saber se comunicar para apresentar suas ideias, demonstrar seu ponto de vista, influenciar e convencer as pessoas dos seus argumentos e fazer com que elas comprem suas propostas e produtos.


 

historia-universal-da-eloquencia-3"História Universal da Eloquência" de Hélio Sodré. Que segredos e mistérios envolvem uma das mais antigas ferramentas humanas: a fala? Como uma simples pessoa consegue cativar multidões utilizando palavras, expressões, voz, gestos, olhares, sentimentos e alma? Desvende todas essas incógnitas através um livro que registra a ação dos grandes oradores através de todos os tempos. Com uma seleção de personalidades justa e imparcial, o autor focaliza a eloquência política, que sempre desfrutou, através dos tempos, de maior prestígio. Exemplos dessa afirmação são Trotsky e Hitler, oradores extraordinários em suas respectivas nações. Seja cativado pela voz de Catão, a eloquência de Cícero, perceba a prudência de Demóstenes e a ética de Vieira, examine a obra política de Péricles, conheça os talentos jurídicos de Ferri e Rui Barbosa, a retórica demolidora de Mirabeau, Robespierre, Gambetta e Carlos Lacerda. Essa obra também nos mostra que a eloquência não morreu, nem é uma arte decadente. 


 

Teoria de Argumentação Jurídica“Teoria de Argumentação Jurídica” de Fábio P. Shecaira. Este sintético e provocativo livro, diferentemente de outros que focalizam fundamentalmente a dimensão normativa ideal da argumentação jurídica (isto é , como os juristas deveriam argumentar), pretende oferecer ao leitor uma descrição da argumentação jurídica como ela é. Ou seja, explicar como profissionais do direito tipicamente argumentam e como juízes chegam a uma decisão judicial. Explanará os dois modos de argumentar: o institucional (limitado por regras e procedimentos estabelecidos em fontes dotadas de autoridade) e o substantivo (baseado em considerações morais, políticas e econômicas, sociais etc.). Obra de extrema importância por apresentar ao leitor uma teoria articulada da argumentação jurídica bem adaptada ao positivismo jurídico contemporâneo.


 

Falar bem é Fácil“Falar bem é Fácil” de Eunice Mendes, Lena Almeida e Marco Polo Henriques. Esta obra reúne em um único volume as principais instruções para quem busca aprimorar a capacidade de falar em público. Este superguia 100% prático foi escrito com uma linguagem objetiva e ainda vem acompanhado de cases e ilustrações que facilitam a memorização daquilo que é essencial para uma comunicação eficaz.

Comunicar-se bem é, hoje, uma questão de sobrevivência. Mais que isso, é condição obrigatória para ter um bom desempenho nos âmbitos profissional e pessoal. Neste livro, três profissionais experientes indicam os caminhos para o desenvolvimento das habilidades de comunicação nas mais variadas ocasiões.



Falar bem é bem Fácil”Falar bem é bem Fácil” de J. B. Oliveira. Se pensa o leitor que a era da comunicação informatizada, em que interlocutores qualificados como internautas se plugam na grande rede internacional de computadores, relega a um segundo plano os padrões tradicionais de comunicação, engana-se. Nada é mais atual que os padrões tradicionais não só de comunicação, mas de boa comunicação. Inteligente que é, o leitor sabe da importância da comunicação em seus relacionamentos pessoais e profissionais, assim como sabe o vasto horizonte que se descortinará diante de si caso tenha domínio da arte de falar bem. Este livro mostra que não só falar é fácil, mas que falar bem é bem fácil. Aqui, você vai saber: Como a oratória aperfeiçoa seus relacionamentos pessoais e profissionais. Como vencer a inibição e o medo de falar em público. Como gerar empatia, simpatia e entusiasmo no público. Como conquistar ouvintes desinteressados e/ou hostis. Como estruturar logicamente uma mensagem.


 

Como Falar Bem em Público“Como Falar Bem em Público”. De William Douglas, Rogério Sanches Cunha e Ana Lúcia Spina. Comunicação é algo que permeia a vida de todos. Comunicar-se bem é um dos requisitos do sucesso em qualquer área da vida. Pensando nisto a Editora Impetus lança a 3ª edição da obra Como Falar Bem em Público, dos autores William Douglas, Rogério Sanches Cunha e Ana Lúcia Spina. 
Os autores, por meio de suas experiências profissionais, dão dicas e ensinam técnicas para que o leitor consiga se fazer escutar e, principalmente, se fazer entender, bem como aprender a enfrentar situações diversas: prova oral em concursos, dar aulas ou palestras, defender uma tese acadêmica ou submeter-se a uma entrevista para um novo emprego ou à imprensa de maneira brilhante e segura.

Uma obra destinada a todos os segmentos profissionais, em que a boa comunicação é imprescindível.


 

Boas Apresentações Vendem Ideias“Boas Apresentações Vendem Ideias”, de Carlos Alberto Debastiani.

É uma obra voltada para profissionais de todas as áreas de negócio que buscam aprimoramento em técnicas de produção de slides e condução de apresentações para obter sucesso tanto na transmissão inequívoca de sua mensagem, pelo envolvimento do público, quanto na aceitação de suas propostas ou projetos, pelo uso adequado de recursos audiovisuais, maximizando seu potencial para a venda de ideias.

O uso de uma linguagem clara e acessível, acompanhado por ilustrações detalhadas e elucidativas, leva o leitor a uma viagem estimulante pelo mundo da comunicação interpessoal, desvendando os meandros de todos os elementos que compõem o sucesso de uma apresentação. Citando o conhecimento e a expertise de especialistas em comunicação, reconhecidos no mundo inteiro, a obra oferece dicas e orientações sobre todos os aspectos que envolvem uma apresentação, desde sua concepção até o relacionamento com o público, após o evento.


 

A Oratória no Processo Seletivo

Dicas valiosas para se dar bem!

Prof. Sidnei Miranda.

Muita gente que vai procurar emprego atualmente reclama do processo seletivo. Que ele está cada vez mais exigente.

dinamica-grupo-2

As empresas de seleção de candidatos por seu lado reclamam da falta de candidatos com perfil adequado para as vagas solicitadas pelas empresas que contratam seus serviços, principalmente no setor técnico industrial.

O mercado sofre com a falta de qualificação dos novos contratados que recebem. De maneira geral um dos requisitos esperados no perfil de um bom candidato é a capacidade da boa comunicação em público. E esse é também o calcanhar de Aquiles de muitos dos pretendentes a novas vagas de emprego. Essa habilidade geralmente é exigida em cargos de nível gerencial ou superior, mas em algumas situações até em nível técnico já se espera que o profissional saiba se comunicar bem entre seus pares.

Uma das maiores dificuldades do processo seletivo para muita gente é o momento da apresentação diante do grupo. O candidato deve ficar de pé sob os olhares dos recrutadores e dos demais candidatos. Sempre que podem, essas pessoas fogem dessa situação. O problema é perder a vaga quando sua atuação diante do público não é satisfatória.

Falar em público é uma habilidade que tem se tornado cada vez mais necessária, seja para o candidato ao novo emprego, seja para quem participa de reuniões, seja para quem vai fazer apresentações pontuais ou mais estruturadas; então não adianta fugir. Um líder que precisa se dirigir à sua equipe, um gerente quando precisa falar com seu time, ou em apresentações diversas, entre tantas outras situações, de alguma forma esse profissional vai acabar tendo que falar em público.

Porém, tudo isso pode começar desde o momento da contratação, no processo seletivo.

E não é só para iniciantes não, essa dificuldade tem se apresentado até em profissionais de carreira, líderes diversos, gerentes, e até para diretores. Falar em público no processo seletivo pode ser um momento muito tenso, porém, que tem saídas bem simples. Vamos ver algumas.

Como se apresentar na seleção:

Em um processo seletivo de alto nível, normalmente temos candidatos que podem já possuir um perfil maduro, bem definido, de personalidade completamente formada. Essa característica torna essas entrevistas um tanto quanto desafiadoras para os recrutadores. Um adulto que tenha uma personalidade forte poderá influenciar aos outros candidatos durante o processo, tanto de forma positiva, quanto negativamente. Pode ser uma pessoa que apresente certos vícios comportamentais adquiridos ao longo de sua carreira profissional oriunda de diversas empresas onde trabalhou. Isso , por si só é um indicador para a avaliação pessoal.

Eu já fiquei sabendo de processos onde um dos candidatos ficava reclamando de tudo para todos durante os intervalos. É claro que ele foi dispensado mais rapidamente do que os outros, afinal, negatividade é um fator excludente para qualquer processo seletivo. Em outro processo, um dos candidatos afirmou que ele preferia dar todo o seu amor a si mesmo primeiro para depois pensar em doá-lo a quem dele precisasse. Não precisa dizer que isso causou tamanha má impressão a ponto de ele ser desclassificado logo de saída. Pensando nisso foi que estabeleci a primeira dica valiosa para falar em público no processo seletivo:

    1. Seja positivo.

Fale de forma que demonstre seu lado otimista, que cause uma impressão positiva sobre sua personalidade. Deixe de lado seus aborrecimentos nesse momento, não é hora para reclamações, mas de mostrar o quanto você tem jeito para se envolver com uma empresa de forma a edificá-la buscando seu crescimento.

Os processos seletivos, quando chegam nesse momento onde os recrutadores pedem para os candidatos irem à frente falar um pouco de si mesmos, causam um verdadeiro transtorno em alguns deles. Na falta de experiência, certos candidatos usam de recursos que são negativos e podem construir uma imagem negativa de si mesmos. É o caso de uma seleção onde um componente começou falando que não tinha habilidade para falar em público logo nas primeiras palavras. Disse em seguida que já estava preparado para receber uma negativa no caso de a seleção ser mal sucedida para ele. Daqui eu tiro minha segunda dica valiosa:

     2. Não se diminua.

Algumas pessoas acreditam que dizer o quanto se sentem pequenos diante dos outros pode mostrar humildade. Não pode. Isso mostra submissão e inferioridade, o que os recrutadores certamente não devem estar procurando, principalmente em um cargo de liderança. Também não é bom começar a falar pedindo desculpas. Isso só deve ser usado no caso de cometer algum erro real durante sua fala e puder corrigir na sequência. Nunca para abrir seu discurso. Evite fazer referência à possível qualidade dos outros candidatos, limite-se a falar de você. Em última instância, apenas reconheça a presença dos outros candidatos desejando-lhes boa sorte.

Nos casos onde a sala tem muitas pessoas esperando o momento de serem chamadas à frente para se expor, o nervoso vai aumentando antes de chegar a sua vez. O pior hábito para quem sente o famoso frio na barriga se espalhando com uma tensão incontrolável pelo corpo todo é ficar pensando no pior que pode acontecer quando estiver falando lá na frente. Não faça isso. Lembre-se que sua mente é poderosa para programar resultados. E saiba que sua fisiologia denota seu estado interno, ou seja, a maneira como você está se sentindo aparece em sua postura física. Portanto, aqui vai a nossa terceira dica valiosa:

     3. Concentre-se.

Falar em público exige concentração. Mas não é qualquer concentração. É necessário colocar foco nos conteúdos que vai falar e principalmente nos melhores resultados que puder pensar. Algumas pessoas escolhem esse momento crucial para ficar pensando nas coisas erradas, como: “Será que vou me lembrar de tudo?”, “Será que vou conseguir falar?” “Será que eles vão gostar de mim?” “Será?”, “Será?”. Todas essas dúvidas só vão abrir espaço para mais nervosismo e ansiedade. Não pense em mais nada que não seja seu bom desempenho.

Respirar profundamente algumas vezes ajuda a se acalmar antes de falar em público. Isso oxigena o sangue, que é levado ao cérebro, fazendo-o se acalmar reduzindo a tensão. Pense em sua apresentação a partir de tópicos. Além disso, pense que deve estar preparada antes do dia de sua apresentação chegar, por isso antecipe-se e pense na próxima dica:

    4. Treine sua apresentação.

Crie uma sequência mental de tudo o que pode ser importante falar sobre você, escreva sua apresentação seguindo um roteiro mais ou menos como esse:

  • Seu perfil
  • Seu histórico profissional
  • Por onde passou
  • Que resultados proporcionou
  • Sua vontade de se tornar um colaborador na empresa
  • Porque e quanto essa vaga lhe interessa

Lembre-se que a prolixidade não é sinônimo de boa comunicação em público. Fale o bastante, busque objetividade.

Agora treine sua apresentação. Apresente-se para alguém de sua confiança e peça opinião.

Seu objetivo com tudo isso é aumentar sua confiança e credibilidade. Os recrutadores gostam de pessoas autoconfiantes e bem resolvidas. Fale com firmeza, seja direto claro em suas informações. Mantenha a simpatia e a calma mostrando-se mais sério quando for falar de suas qualificações e experiências. Use pausas evitando falar muito rápido e dê ênfase naquilo o que for mais importante em seu conteúdo baeado no que eles estão buscando.

E eu acredito que com esse pequeno treinamento você poderá se dar muito bem em sua próxima apresentação de processo seletivo.

São Paulo – outubro de 2013.

Sidnei Miranda

www.sidneimiranda.com.br/blog

Série Cuidados com seu cérebro II - Hidratação

HIDRATAÇÃO

agua

Hidratação está relacionada à reposição de água em nosso organismo.

Um organismo adulto possui em torno de 60% a 70% de seu peso total constituído de água que é absorvida normalmente por via oral, seja pura, seja misturada com outras bebidas ou nos alimentos.

Por via intravenosa também é possível realizar a hidratação, é o caso do soro que se recebe no hospital.

Leia Mais!

Central de Atendimento

Segunda à Sábado - Das 8h às 18h

Telefone: (55 11) 2836-2080 | (55 11) 94027-7221

Email: contato@sidneimiranda.com.br