Notice: Undefined index: param1 in /home/mindstoc/public_html/www.sidneimiranda.com.br/index.php on line 2
Sidnei Miranda , Série Cuidados com o seu cérebro I - Nutrição
Facebook  Twitter2 
YouTube Linkedin

Série Cuidados com o seu cérebro I - Nutrição


Para você ter uma ideia da importância da nutrição, há estudos no Japão que afirmam que se a nutrição da gestante não for correta, poderá aumentar o risco de Alzheimer, Parkinson e depressões nos idosos. Então, é possível fazer a prevenção dessas doenças, que triplicaram nos últimos 20 anos, fazendo o controle da nutrição desde antes do nascimento do bebê.

     A raça humana é ímpar no aspecto da nutrição. Nós temos a enorme capacidade de nos adaptarmos a diversos tipos de dietas alimentares conforme as ofertas diferentes de tipos de alimento que existem no planeta. Um dos fatores que permitiu o crescimento de nosso cérebro, conforme algumas teorias foi a inclusão de alimentos proteicos e energéticos, particularmente a carne nos hábitos alimentares. Os alimentos cozidos são mais fáceis de ser ingeridos e por consequência a ingestão dos nutrientes é melhor, isso aconteceu graças ao início do uso do fogo para a sua preparação. E a descoberta de condimentos permitiu uma enorme gama de variações nas receitas, bem como o desenvolvimento de vastas culinárias étnicas pelo mundo a fora.

     Conforme as nações atuais se desenvolvem e investem na ciência da nutrição celular, novas propostas alimentares são criadas. Nos Estados Unidos foi proposta em 2005 uma nova versão da pirâmide alimentar como um guia nutricional geral para o consumo recomendado de comida. No Brasil, a Pirâmide Alimentar foi criada em 1996, baseada em pesquisas e comparação de outras pirâmides.


     Para saber como sua nutrição pode ser mais adequada para você, é bom consultar um especialista, porém, nesse quesito, uma dúvida deve ser esclarecida. Qual profissional será mais adequado consultar? O Nutrólogo ou o Nutricionista?


Nutrólogo: É um profissional formado em medicina com pós-graduação ou residência em nutrologia. Ele poderá identificar o que falta na sua dieta alimentar, bem como ajudar a curar doenças gastrointestinais e tratar a obesidade.

Nutricionista: Esse profissional não está habilitado a receitar remédios nem internações, ele será de grande valia na formulação de cardápios balanceados. Ele vai se basear para isso no seu histórico médico e hábitos e estilo de vida pessoal.


     A ideia geral por trás da boa nutrição é consumir de forma equilibrada os diversos grupos de alimentos que existem. Você poderá comer de tudo desde que seja de forma balanceada. Assim, terá saúde e qualidade de vida. Seu cérebro vai agradecer, uma vez que ele depende desse equilíbrio para o bom funcionamento e longevidade.


Problemas da má nutrição no cérebro: O cérebro humano pode desenvolver uma série de doenças degenerativas ou pequenas falhas em seu funcionamento em função da má nutrição. No campo das doenças degenerativas, os cognitivos, afetivos e psicomotores poderão ser revertidos com a adoção de uma dieta balanceada conforme a pirâmide alimentar.

pirmide-alimentar-brasileira-1     A quantidade de porções por tipo de alimento é maior na base da pirâmide, o que mostra a necessidade de maior consumo para estes alimentos. Na sequência, o meio da pirâmide apresenta os alimentos com menor consumo diário e em ordem hierárquica de porção. No topo da pirâmide estão aqueles que devem ser consumidos minimamente e até evitados.

     O Dr. Juarez Callegaro, psiquiatra Brasileiro, dá algumas dicas de nutrientes e seus resultados conforme a falta deles no organismo e principalmente para nosso cérebro:
O “Ômega 3” presente nos peixes é um elemento importante para proporcionar a regressão da esquizofrenia, a depressão e a bipolaridade. O Ômega três sempre fez parte da nossa dieta, porém, de 200 anos para hoje, já não temos mais tanto acesso ao peixe como antes. Os índios, por exemplo, que comem peixe todos os dias não tem essa doença, inclusive a hiperatividade, os distúrbios de atenção, os distúrbios invasivos da aprendizagem que dificultam os jovens a aprender atualmente são indicações de falta desse nutriente.


Os problemas da má nutrição estão relacionados a:
• Excesso de comida em cada refeição.
• Poluição nos nutrientes.
• Falta de nutrientes.


     Pessoas deprimidas tendem a comer mais carboidratos. Eles produzem cerotoninas que aliviam o cérebro. Porém, apesar da sensação de alívio, geram acúmulo de gordura na região do abdômen e mais futuramente na idade adulta possibilita o desenvolvimento do Alzheimer.
Os sinais do stress, que produzem lixo nas células, redução da memória, falta de concentração, manchas na pele, cansaço, oxidação celular, envelhecimento precoce também podem ser revertidos com uma boa nutrição celular. Complementação nutricional é positiva para esse fim. Os remédios antioxidantes vão reparar os efeitos do envelhecimento causado pelo stress. São eles os fitoterápicos, vitaminas do complexo B, Vitamina C, Vitamina D, Vitamina E, coenzima Q10, Glutationa. Chá verde, chá de alecrim ajudam a limpar os efeitos do stress no organismo também.


     Cuide-se através de uma boa nutrição. É necessário tomar os cuidados mínimos observados acima. Uma alimentação variada e em quantidade e qualidade boa. Não é difícil, mas seu cérebro fará maravilhas por você.
Por fim, minha dica: Assista ao vídeo do médico brasileiro Dr. Lair Ribeiro sobre:

Nutrição Humana e longevidade.

 

 

Central de Atendimento

Segunda à Sábado - Das 8h às 18h

Telefone: (55 11) 2836-2080 | (55 11) 94027-7221

Email: contato@sidneimiranda.com.br